Central de Atendimento: 0800 704 1528      |

Redes Sociais:
  

Central de Atendimento:

Conheça as formigas urbanas e evite sua proliferação

As formigas estão espalhadas em praticamente todos os ambientes terrestres, com exceção dos polos: existem cerca de 20 mil espécies e em torno de 2 mil delas são encontradas no Brasil. O país tem 31% dos gêneros reconhecidos no mundo e a segunda maior diversidade de espécies de formigas do planeta.

Insetos sociais, que vivem em colônias de porte médio ou grande contendo milhares de indivíduos, as formigas levam de 6 a 10 semanas para se desenvolver e tornarem-se adultas. Organizam-se em colônias, onde encontramos as formigas operárias ou obreiras (fêmeas estéreis que vivem de alguns meses a aproximadamente três anos, responsáveis pelas tarefas de limpeza, alimentação e segurança da colônia, quando são chamadas de formigas-soldado), as rainhas (formiga fêmea maior que as outras com a função de reproduzir-se) e os machos, que aparecem apenas para copular com a rainha, morrendo em seguida.

A maior parte das formigas é onívora e se alimenta, principalmente, de algo doce. As carnívoras e herbívoras também se nutrem com seiva, néctar ou fungos.

Quando as formigas viram uma praga: como combater

Formigas são consideradas como um exemplo de sociedade organizada e trabalhadora, mas também podem se tornar um problema com transtornos que vão desde simples incômodo com uma picada (que são dolorosas e, em grande número podem provocar sérias alergias) até danos materiais mais sérios e situações como infecções hospitalares.

Elas migram em busca de abrigo e alimento e se infiltram em residências, hospitais, estabelecimentos comerciais e outros, preferindo ambientes escuros, quentes e próximos ao forro, tubulações de banheiro, pias e locais insalubres, perto de vasos, fendas em muros, atrás de rodapés e batentes. Dentro de casa, podem também fazer ninhos muito pequenos, cabendo em meio a móveis, roupas e alimentos e no interior das paredes.

Infestações de formigas constituem perigo porque, ao passar pelo lixo, as formigas carregam agentes microbianos, fungos e bactérias nas patas e cerdas. Assim, elas transportam agentes transmissores de doenças que podem causar vômitos e diarreia ao contaminar alimentos. Há espécies que invadem e se estabelecem dentro de aparelhos eletrônicos, que lhes proporcionam um ambiente quente para procriar, onde liberam substâncias ácidas que estragam o equipamento.

Em ambientes clínico-hospitalares as formigas podem ingerir restos de material infectado e transmitir bactérias para os instrumentos e alimentos destinados aos pacientes, além das outras pessoas que estão no local, com risco potencial de acarretar infecções hospitalares. No meio rural, formigas atacam árvores e espécies cortadeiras como as saúvas podem arruinar plantações inteiras.

Para controlar as formigas, quando essas se proliferam invadindo estabelecimentos urbanos, jardins e campos de cultivo, é preciso ter cuidados básicos. Em primeiro lugar, evitar o acúmulo de lixo, manter os alimentos em locais bem vedados, fazer uma limpeza regular nos móveis e equipamentos eletrônicos. Ao enxergar uma formiga, procure localizar de onde ela veio para saber se há uma infestação.

 Se for o caso, não tente combater a praga por conta própria. Você deve encontrar um serviço qualificado e especializado na eliminação desses insetos, com métodos e práticas qualificadas. Contate uma equipe que identifique a espécie que está causando problemas, inspecione o local, faça o controle e realize a erradicação dos insetos. Como a Uniprag. Fale conosco!

    CATEGORIAS:
Dicas Legislação Notícias

LIGUE PARA A UNIPRAG MAIS PRÓXIMA DE VOCÊ

Ou envie-nos uma mensagem pelo formulário abaixo: