Central de Atendimento: 0800 704 1528      |

Redes Sociais:
  

Central de Atendimento:

4 dicas para montar uma estratégia de controle eficiente contra o percevejo de cama

Os percevejos de cama já foram pragas classificadas como problema de saúde mundial. As inúmeras e incontroláveis infestações dentro das casas eram recorrentes e fizeram com que o ser humano declarasse uma verdadeira guerra ao inseto. Com o desenvolvimento de inseticidas na metade do século XX, os casos diminuíram consideravelmente e parecia que o problema estava resolvido… mas só parecia.

Porém, os percevejos de cama voltaram a aparecer nas residências e, para piorar, ressurgiram mais resistentes aos venenos comuns. Como combatê-los? Esqueça o uso de substâncias venenosas e aposte na prevenção, sem dar chance aos percevejos de encontrarem um local para se estabelecer próximo a você.

Os percevejos de cama são muito difíceis de serem visualizados, pois medem cerca de 7 milímetros. Eles não transmitem nenhuma doença ao ser humano, mas o que torna a presença deles incômoda é o fato de que se alimentam de sangue humano. Sua dolorosa picada implica em uma coceira na pele que pode durar dias.  Por isso, separamos quatro dicas para você evitar que sua casa seja, também, o lar dessa praga.

1.Faça inspeções com frequência em sua cama

Esse é o local exato onde o percevejo quer chegar. Por serem insetos de hábitos noturnos, a instalação na cama é a tática perfeita para se alimentarem e passarem despercebidos, pois assim podem atacar enquanto você estiver dormindo. Além disso, os esconderijos no colchão podem ser o lugar ideal para o percevejo colocar seus ovos sem ser incomodado.

Em alguns casos de infestação avançada, é possível identificar os percevejos na cama assim que é retirado o lençol. Contudo, na maioria das vezes, você precisa saber mais precisamente onde eles costumam buscar abrigo. O local favorito do inseto é a costura nas bordas do colchão, que deve ser a parte observada com mais cuidado.

Esteja atento ainda aos cantos da estrutura de madeira e quanto à aparição de pequenas manchas de sangue no tecido das roupas de cama. Outra medida simples que também pode dificultar a vida da praga é ter um revestimento no colchão que impeça o seu acesso.

2. Inspecione também o entorno

 Se você não encontrou percevejos nessa primeira inspeção, não pense que o problema está resolvido, pois eles podem estar escondidos em outros locais. Um primeiro cuidado: deve-se evitar que a cama esteja encostada na parede para não facilitar o caminho do inseto até você. Além disso, pequenos buracos ou rachaduras servem perfeitamente como lar para o inseto: isso porque ele pode passar o dia inteiro abrigado e sair durante a noite para se alimentar.

Deixar roupas de cama (lençóis, cobertas, fronhas) no chão pode acabar sendo uma espécie de “ponte” para que o percevejo chegue até a cama. Cortinas das janelas do quarto, assim como abajures, criados-mudos e tapetes precisam ser revistados com certa frequência – e redobre a atenção se houver sinais de infestação e você não estiver encontrando a praga nos locais mais comuns.

3. Eleve a temperatura

 Uma característica dos percevejos de cama que você precisa saber é: eles não suportam altas temperaturas. Utilize isso a seu favor da forma que ficar melhor para você. Confira as dicas abaixo:

– Após lavar as roupas de cama, coloque-as na secadora de 10 a 20 minutos para esquentar o tecido.

– Você pode utilizar também um vaporizador nos locais da cama onde o percevejo usualmente busca abrigo. Essa ferramenta eleva a temperatura para cerca de 50ºc.

– Se não puder contar com as máquinas, utilize então o método natural: coloque o colchão, os lençóis, travesseiros e as cobertas nosol para expulsar a praga ou prevenir sua presença.

4. Cuidados ao viajar

Não se sabe onde os percevejos ressurgiram, mas sabe-se exatamente como eles foram transportados para todos os cantos do planeta: pegando carona com os viajantes. Existem alguns cuidados que você deve ter quando for conhecer outros países, principalmente se o destino for a América do Norte ou a Europa (continentes com proporções epidêmicas da praga). Nos Estados Unidos, por exemplo, esse problema foi considerado uma emergência de saúde pública.

Em primeiro lugar, é importante verificar se não há sinais de percevejos, mesmo na cama do quarto de hotel mais conhecido da cidade. Caso você encontre, não arrisque, peça para trocar de cômodo o quanto antes. Antes de retornar da viagem, verifique as costuras da parte interna de sua bagagem, assim como tudo que estiver carregando nela. Acredite ou não, mas foi dessa forma que o inseto chegou ao mundo inteiro.

Para garantir, quando chegar em casa lave todas as roupas em uma temperatura quente e verifique a mala mais uma vez antes de guardá-la.

Em casos de infestação avançada, não tente combater a praga por conta própria. Nossas recomendações são apenas para prevenção, e por um bom motivo: somente uma empresa especializada, com uma equipe capacitada, pode realizar o manejo correto dos percevejos de cama. Conte com a Uniprag para resolver esse e quaisquer outros problemas com pragas urbanas.

    CATEGORIAS:
Dicas Legislação Notícias

LIGUE PARA A UNIPRAG MAIS PRÓXIMA DE VOCÊ

Ou envie-nos uma mensagem pelo formulário abaixo: