Central de Atendimento: 0800 704 1528      |

Redes Sociais:
  

Central de Atendimento:

Brasil bate recorde de vítimas por dengue com 693 mortes

Com 693 mortes por dengue confirmadas, o Brasil bate recorde esse ano de vitimas da doença, de acordo com o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde.

O recorde foi alavancado pela epidemia no Estado de São Paulo, com 667,5 mil pessoas infectadas seguido por Goiás, com 67 mortes e então Ceará, com 50, Minas Gerais, com 47 e Paraná, 24. Do total de vitimas brasileiras, 58% viviam nas cidades paulistas.

Há ainda estados que não registraram nenhuma morte: Acre, Roraima, Sergipe e Santa Catarina.

Ainda de acordo com o boletim, nos oito primeiros meses de 2015, foram registrados 1,4 milhão de casos da doença, dos quais 1.284 classificados como quadros graves. O número de óbitos em 2015 é 70% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando 407 pessoas morreram.

Agravamento

As mortes por complicações provenientes dengue são divididas em dois tipos mais comuns: a febre hemorrágica e a síndrome do choque da dengue. No primeiro caso, o vírus ataca órgãos como o fígado, o que reduz a produção de plaquetas, células responsáveis pela coagulação, causando sangramentos internos e externos.

O especialista Jean Gorinchteyn, infectologista do Instituto Emílio Ribas, afirma que, para evitar que o próximo verão tenha uma epidemia ainda mais severa de dengue, o trabalho de combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti deve ser feito desde agora.

Gorinchteyn ainda lembra que a atenção deve ser maior para grupos mais vulneráveis ao agravamento da doença, ou seja, idosos, crianças, gestantes, pacientes com doenças crônicas ou com baixa imunidade.

Fonte

 

    CATEGORIAS:
Dicas Legislação Notícias

LIGUE PARA A UNIPRAG MAIS PRÓXIMA DE VOCÊ

Ou envie-nos uma mensagem pelo formulário abaixo: