Central de Atendimento: 0800 704 1528      |

Redes Sociais:
  

Central de Atendimento:

Cronograma de recesso escolar deve prever controle de pragas

Apesar de janeiro e julho serem considerados meses de recesso nas escolas, isso não é sinal de inatividade. Muitas das tarefas de manutenção do ambiente são programadas justamente nesses períodos a fim de não influenciar no calendário de aula. É o caso dos serviços de controle de pragas urbanas que devem compor o calendário nos períodos de recesso. O indicado por responsáveis da área é que ambos os recessos sejam utilizados nesse controle.

Levando em conta que ratos e insetos podem ser prejudiciais à saúde e que cupins são nocivos à estrutura de construções que contenham madeira, eliminar tais pragas é fundamental. No entanto, esse é um serviço que requer cuidado em função de se tratar de um local com grande circulação de pessoas.

Dedetização no verão

A dedetização no recesso de verão é importante uma vez que as altas temperaturas e o aumento da umidade do ar estimulam as atividades reprodutivas dos animais, aumentando e potencializando a sua proliferação. A maior incidência desses animais ocorre porque, com as chuvas, cresce o número de criadouros e a temperatura acima do normal acelera seu ciclo de desenvolvimento.

Apesar de muitos acharem que pela ausência de crianças na escola essas pragas não serão prejudiciais, esse pensamento é errôneo. Um local com proliferação de insetos pode gerar danos que se estendem estações adentro caso não sejam combatidos efetivamente, e é por isso que a dedetização de combate às pragas é essencial no verão.

Dedetização no inverno

Diferente do controle e combate de pragas que é feito no verão, as ações do inverno são muito mais direcionadas ao controle e manutenção relativos ao problema. No caso das instituições de ensino, cabe ao gestor programar no calendário da escola que uma empresa certificada visite o local durante o período de recesso de julho para avaliar quais as precauções que devem ser tomadas.

A adoção de medidas preventivas no inverno auxilia a minimizar o aparecimento de pragas urbanas no verão e consequentemente qualquer tipo de estrago que elas possam causar, seja na estrutura física do local ou pela transmissão de doenças para as pessoas que frequentam o local.

Além da desinsetização e desratização – procedimentos padrões para o controle sanitário de escolas – a recomendação de profissionais da área da biologia é que o período mais frio seja utilizado para combater também os pombos, caso haja ocorrência dos mesmos na região.

Aproveite para executar a limpeza dos reservatórios de água

Por questões sanitárias, o recomendado é optar por uma empresa que além do controle de pragas realize a limpeza de reservatórios de água da escola. Essa medida deve igualmente ser incluída no cronograma de ambos os recessos e é importante uma vez que apenas a revisão e a limpeza semestral da caixa d’água evitam a entrada de sujeiras e animais, bem como a formação de lodos nas paredes e o desenvolvimento de bactérias.

Contrate apenas empresas especializadas

A contratação de empresas especializadas no controle de pragas é fundamental principalmente nos quesitos qualidade e segurança. Apenas empresas certificadas, como a Uniprag, podem garantir a eficiência do processo de controle e combate de pragas. Além disso, ao se tratar de escolas, é necessário que haja um cuidado especial visto que produtos de baixa qualidade podem trazer consequências à saúde das crianças.

Outro ponto importante a ser observado antes mesmo de fechar contratos com empresas do ramo é que apenas as especializadas são reconhecidas perante a Anvisa e servem como comprovante de adequação em caso de vistorias surpresas. Fique atento e, se houver dúvida, contate a Uniprag.

    CATEGORIAS:
Dicas Legislação Notícias

LIGUE PARA A UNIPRAG MAIS PRÓXIMA DE VOCÊ

Ou envie-nos uma mensagem pelo formulário abaixo: